Reparo cirúrgico das instabilidades anteriores de ombro por via convencional versus artroscópica: uma revisão integrativa de literatura

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Tiago Picolo Fernandes
Georges Badin Hofmeister
Mauricio Aguiar Foloni

Resumo

Objetivo: Comparar os desfechos clínicos pós-operatórios de pacientes submetidos a tratamento cirúrgico para correção de instabilidade anterior de ombro por via convencional versus artroscópica. Métodos: Revisão de literatura integrativa de artigos científicos levantados na base de dados MEDLINE, integrada na plataforma PubMed, publicados no período de 2016 a 2021. Resultados: Existem inúmeras formas de se realizar o reparo cirúrgico das instabilidades anteriores de ombro, sendo as duas principais técnicas o reparo de Bankart e de Latarjet, os quais podem ser executados por via artroscópica ou convencional. Atualmente, a indicação da técnica envolve critérios clínicos e radiológicos do ombro acometido. Os estudos que analisaram ambas as vias cirúrgicas comparativamente em uma mesma coorte demonstraram uma tênue superioridade dos reparos por via convencional em relação aos executados por via artroscópica. Considerações finais: Apesar dos estudos demonstrarem uma sutil superioridade dos reparos por via convencional, nota-se que os reparos por via artroscópica apresentam desfechos comparáveis, representando assim um procedimento menos invasivo com boa eficácia para correção das instabilidades anteriores de ombro.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
FernandesT. P., HofmeisterG. B., & FoloniM. A. (2021). Reparo cirúrgico das instabilidades anteriores de ombro por via convencional versus artroscópica: uma revisão integrativa de literatura. Revista Artigos. Com, 31, e8308. Recuperado de https://acervomais.com.br/index.php/artigos/article/view/8308
Seção
Artigos